12 de julho de 2010

porquê ?



E é nessas alturas que sinto a tua falta; sinto falta das nossas horas de almoço; sinto falta dos beijos, dos abraços; sinto falta de tudo (…). Porque é que as coisas tiveram que mudar? Porque é que a distância tem que estragar tudo? Porque é que não pode voltar a ser tudo como antigamente? Porque é que uma simples atracção, como tu lhe chamas, se está a tornar em algo mais?

E porque é que não tenho respostas para todas estas perguntas ?





« Vens comigo ver os aviões? »



Sem comentários:

Enviar um comentário